BALANÇA INTEGRADORA/DOSADORA

As balanças de esteira são ideais para indústrias que necessitem de pesagem contínua e de grande volume, seja esta pesagem para fins de fabricação de misturas, ou para totalização de produção.

Além de poder operar de forma isolada, as balanças podem operar em conjunto, através de controle centralizado. Neste caso, as balanças podem ser utilizadas para fabricação de misturas.

Para processos que envolvam produção de misturas através de múltiplas balanças; ou para obter relatórios gerenciais completos, utilize em conjunto o sistema BEXTRA SGDD.

Video

Informações

– Indústria Fumageira
– Britagem
– Calcário
– Indústria Alimentícia
– Indústria Fertilizante
– Usina de Asfalto
– Usina de Concreto
– Indústria Química
– Carregamento a granel de caminhões
– Pedra – Calcário
– Armazenagem de Grãos
– Indústria Cerâmica
– Usina de Açúcar e Álcool
– Indústria Cimenteira
– Mineradoras
– Indústria Algodoeira
– Extração de Areia

A BALANÇA INTEGRADORA opera instalada entre estações de roletes e lona do TC.

Vários fatores influenciam no erro percentual da pesagem, os 3 principais fatores são:

 

-Condição das lonas, rasgos, número e qualidade das emendas **

-Variações amplas e intermitentes no fluxo, vazão horária do TC.

-E a relação kg/m na lona, ou seja, vazões muito baixas e altas velocidades do TC podem tornar inviável a pesagem.

 

 

*** Referente às CONDIÇÃO DA LONA é importante saber:

Densidade Linear da Lona: Como se pretende medir apenas o material que está sendo transportado, parte-se do princípio de que a lona do transportador tem densidade linear uniforme.

Durante o Procedimento de Calibração, admitiremos que tudo o que se encontra sobre os sensores de peso (Células de Carga) fazem parte da Tara do equipamento, ou seja, são valores teoricamente imutáveis.

Assim, a lona faz parte da Tara. Se esta tiver variações de densidade ao longo da sua extensão, estes valores serão interpretados como peso e obviamente de forma equivocada.

 

Os problemas normalmente encontrados nas lonas são:

Emendas mal executada: A emenda deve ser a melhor possível. A transposição das camadas deve ser uniforme. Deve-se ainda evitar que uma mesma lona tenha mais de uma emenda.

 

Falhas na integridade da lona: Lonas que possuem muitos rasgos, cortes laterais, perfurações e segmentos vazados terão também influência direta sobre o peso.

 

Segmentos de lona com densidade diferente: Nota-se em alguns casos a utilização de segmentos de lonas de densidade diferente da original para recomposição de partes danificadas. Este procedimento é totalmente reprovável, pois neste trecho teremos uma tara diferenciada alterando também a indicação de vazão neste trecho.

 

Logo, a lona deve ser íntegra em toda sua extensão. Caso a lona esteja em mal estado, esta deve ser substituída antes da instalação da Balança.

 

A ponte de pesagem das Balanças Bextra é do tipo Full Eletrônica, ou seja, a transmissão de peso é feita diretamente sobre as Células de Carga.

 

A Célula de Carga recebe a força transmitida pela plataforma de pesagem convertendo-a em um sinal elétrico que é levado ao Integrador. Os sensores de peso“células de carga” tornaram-se os sensores mais utilizados, que chamamos de célula de carga.

 

Uma característica importante da célula de carga é a sua estabilidade térmica. Já que a maioria é instalada ao tempo, as células de carga devem estar aptas a operar em uma ampla faixa de temperatura sem que apresentem um deslocamento de zero apreciável e erros devido às variações de temperatura.

 

A ponte de pesagem deve transmitir as forças resultantes do material sendo transportado na correia ao(s) elemento(s) sensor(es) sem a introdução de outras forças estranhas ao processo.

 

É muito importante que nenhuma outra força gerada pelo movimento da correia tanto no sentido longitudinal quanto transversal seja transmitida pela plataforma de pesagem às células de carga.

 

Dependendo do nível de precisão que se deseja obter e ainda dependendo também do tamanho da amostragem que teremos do material medido poderemos adotar a utilização de uma, duas ou até três pontes de pesagem.

 

Teoricamente cada ponte de pesagem adicionada ao conjunto de pesagem proporciona um ganho de precisão na ordem de 0,25%.

 

As Pontes de Pesagem são fabricadas exclusivamente para o ponto de medição para o qual a Balança foi adquirida.

 

O transportador fornecido conta com a ponte de pesagem. As células de carga são fixadas diretamente sobre as longarinas laterais. Já os roletes de pesagem são fixados diretamente sobre as células de carga.

 

Deve ser observado também o paralelismo entre os cavaletes de pesagem e os demais cavaletes da Área de Influência evitando distorções no comprimento de pesagem.

 

O nivelamento entre todos os cavaletes da Área de Influência devem estar rigorosamente no mesmo plano, tanto do lado direito como do lado esquerdo do conjunto.